Atendimento:
(11) 3259-7049

contato@gamito.com.br

Mulheres trabalham 21 minutos a mais do que homens nos países ricos

Por causa da jornada dupla -ou seja, o trabalho feito em casa, após o expediente profissional-as mulheres trabalham, em média, 21 minutos a mais do que os homens em quase todos os países desenvolvidos.

Essa é uma das conclusões de um relatório da OECD (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico) sobre gênero e emprego.

Os homens fazem mais minutos remunerados. Nos EUA, por exemplo, eles trabalham, em média, cinco horas e oito minutos e, as mulheres, quatro horas e dois minutos.

Mas se somar-se a isso o tempo de trabalho doméstico não-remunerado (por exemplo, cuidar dos filhos ou limpar a casa), de, em média, quatro horas e seis minutos, elas trabalham mais do que os homens (que, em média, duas horas e meia).

A maior diferença está no cuidado com os filhos: mães gastam 50% a mais de tempo do que os pais.

Na Índia, as mulheres trabalham, em média, uma hora e 34 minutos a mais do que os homens.

Em alguns países, no entanto, os homens trabalham só um pouco a mais do que as mulheres. Casos da Dinamarca, Suécia, Noruega, Holanda e Nova Zelândia.

Na Alemanha e na Inglaterra, os dois gêneros têm jornadas iguais.

Veja a pesquisa no site da OECD.

Notícias


Av. Paulista, 2202 6º andar, cj. 61 - Cerqueira César - CEP 01310-300 - São Paulo-SP / Tel: (11) 3259-7049 / E-mail: contato@gamito.com.br